REPORTAGENS

Turbante J.O.

Não poderíamos começar a falar sobre a raça Mangalarga sem falar em quem foi o seu principal expoente

José Oswaldo Junqueira se dedica há mais de 60 anos à criação, evolução e seleção do Mangalarga. É de sua criação o maior garanhão da história da raça Mangalarga, o lendário

Dadazio com a esposa Ângela, Deise Galhanone e Claudia Junqueira

Turbante J.O., que segundo o criador sempre teve todos os requintes de um grande reprodutor: pedigree, morfologia, funcionalidade e capacidade para imprimir as suas qualidades fundamentais para um cavalo de sela.


Turbante J.O. nasceu em 23 de dezembro de 1969, em São José do Rio Pardo, na Fazenda Santa Amélia; pertence à terceira geração dos animais da linhagem J.O.. Carregando a herança de seus antecedentes, Turbante J.O. nasceu trazendo para seu criador a esperança de que seria um grande garanhão. Segundo ele, esta esperança se confirmou com as primeiras participações de Turbante J.O. nas pistas de julgamento das exposições. Apesar dos bons resultados, sua vida em pistas de julgamento foi curta. Um acidente com o animal fez com que o criador desistisse de levá-lo a esse tipo de competição. 

A permanente preocupação de José Oswaldo com o futuro da raça e com a socialização das qualidades do reprodutor para um maior número de criadores fez de Turbante J.O. o maior reprodutor Mangalarga. No serviço de Registro Genealógico da ABCCRM, por exemplo, Turbante J.O. tem, mais de 1.600 filhos registrados, número que faz do garanhão um recordista mundial. 
Esse número, é evidente, somente foi possível com os métodos de reprodução artificiais adotados pela Fazenda Santa Amélia e, hoje, muitos criadores possuem descendentes de Turbante J.O.. Descendentes que, inclusive, têm conquistado muitas premiações nas pistas de julgamento das exposições da raça.

Turbante e José Oswaldo Junqueira

 

VEJA MAIS